Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Polícia pede prisão de homem acusado de atear fogo em porteiro

Vítima teve queimaduras em 60% do corpo após ataque em condomínio no Parque Ermitage

Marcello Medeiros

As imagens são fortíssimas e correram o país. Um homem se aproxima da portaria do condomínio Margaridas, um dos sete do Parque Ermitage, olha para o lado rapidamente e, logo em seguida, invade o local. A imagem da câmera seguinte, do interior da cabine, mostra que pretendia tirar a vida do porteiro: Após jogar o que parece ser gasolina, ele usa um isqueiro para iniciar o fogo e sai do local. Do lado de fora, vê o desafeto sair correndo, em chamas, e tranquilamente sai em direção do seu veículo – para fugir em seguida e tomar rumo ignorado. A vítima é Jefferson Quintanilha Souza, de 23 anos, que teve 60% da superfície corporal queimada.
Levado para o Hospital das Clínicas pelo Corpo de Bombeiros, em estado grave, ficou internado no local até o final da tarde de desta quarta-feira, mantido sedado e com ventilação mecânica até ser transferido para unidade especializada no Rio de Janeiro. Devido à gravidade da situação, teve ser conduzido no helicóptero dos Bombeiros, que decolou do quartel do 16º GBM, no bairro de Pimenteiras.
O apontado autor da tentativa de homicídio é morador do condomínio e foi identificado pela Polícia Civil, que nesta quarta-feira, através de informação passada via assessoria de comunicação, emitiu posicionamento sobre o caso: “Os agentes analisaram as imagens e o autor já foi identificado. A autoridade policial está representando pela prisão temporária dele à Justiça do município. Não há outras informações”, pontou a corporação, através de nota encaminhada à redação do jornal O DIÁRIO e DIÁRIO TV.
As imagens do circuito de segurança do condomínio foram obtidas pelo 30º BPM, que destacou equipe do Serviço de Inteligência, a P2, para auxiliar na investigação do caso. “Ainda não se sabe a motivação do crime. O 30° Batalhão de Polícia Militar juntamente com a 110° DP está acompanhando o caso desde o ocorrido e solicita à população que denuncie o autor do crime através do Disque Denúncias. Qualquer informação que se tenha sobre o ocorrido e que nos ajude a encontrar o acusado, favor entrar em contato através do telefone 2742-7755 ou através do WhatsApp 99817-7508.  Sua ligação é sigilosa e muito importante para nós!”, informou o quartel em nota publicada na sua página no Facebook.

Comoção
O caso aconteceu no final da tarde da última terça-feira e as chocantes imagens correram o Brasil, com destaque nos principais meios de comunicação. Nas redes sociais, comoção diante do triste e inexplicável acontecimento. “Só tenho a dizer que estou arrasada com tudo isso é tenho fé que tudo vai ficar bem e que o culpado vai pagar. Força e coragem pra família é o mínimo que posso desejar. Deus vos fortaleça”, publicou a amiga Carolina Lebrun. “Força amigo, Deus é maior que tudo. Não tenho nem palavras para expressar a raiva que estou sentindo de um sem noção que fez essa judiaria contigo. Diante de tudo, irmão, estou orando por você para que saia dessa em nome Jesus o mais rápido possível”, destacou outro amigo, João Silva.

 

Grupo TerêRepórter

Apesar de ter ficado conversando com os moradores do condomínio até a chegada dos Bombeiros, Jefferson teve lesões graves e precisou ser transferido para hospital especializado em queimaduras no Rio de Janeiro

Tags

Compartilhe:

Edição 28/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Bancos não terão atendimento presencial ao público nesta quinta-feira

Dia do Desafio: Sesc Teresópolis promove atividades gratuitas

Moradores de Albuquerque continuam convivendo com lamaçal

Ladrão de residência tenta fugir da PM pulando em rio

Homem é preso por grave agressão à mulher na Várzea

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE