Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Prefeitura de Teresópolis tem a luz cortada por falta de pagamento

Diversos prédios da municipalidade ficaram sem luz, inclusive a garagem, escolas e creches

Wanderley Peres

Tão sumido quanto o dinheiro da taxa de iluminação pública, ou a emenda parlamentar de R$ 2 milhões para a construção do Canil, que todo mundo sabe que existe esse dinheiro, mas ninguém viu ou dá conta a Prefeitura, o prefeito Vinícius Claussen retornou à cidade nesta terça-feira, 30, é o que se sabe à boca pequena. Embora seja imoral a sentida ausência, porque os problemas da cidade e do interior só vêm aumentando nas últimas semanas, diante do agravamento da quebradeira dos cofres públicos, não existe ilegalidade no sumiço, afinal o chefe do Executivo pode se ausentar do município por até 15 dias sem dar satisfações a ninguém, inclusive aos vereadores, como previsto na Lei Orgânica Municipal, no Inciso 32 do artigo 61.

Mal voltou à cidade, que a encontrou com mais problemas do havia quando a deixou, o prefeito notou vários prédios públicos sem energia elétrica, escolas e creches, inclusive, e até mesmo o prédio da Prefeitura, que também teve a luz cortada.

Sobre a escuridão, a Enel Distribuição Rio informou a O DIÁRIO que, “desde o ano passado, busca junto à Prefeitura de Teresópolis a regularização das dívidas relacionadas ao fornecimento de energia para os órgãos públicos municipais”, daí a interrupção do fornecimento, em alguns prédios feitos no poste, porque a Prefeitura vinha rasgando o lacre e religando a energia, irregularmente, o que caracteriza gato de luz.

Ao contrário do que ocorre com os usuários comuns, que têm a luz cortada com poucos dias, a medida drástica da Enel contra a Prefeitura, ocorre depois de vários meses de atraso. Segundo a concessionária, “como as negociações para pagamento da dívida pela Prefeitura não avançaram, a distribuidora realizou ontem (29) o corte de energia em algumas unidades administrativas municipais”. Lembrando que “o corte de energia não impactou nenhuma unidade que presta serviço essencial à população, a Enel informou ainda que as dívidas dos grandes consumidores de energia, como as prefeituras, podem causar o desequilíbrio econômico-financeiro da concessão, “portanto, o combate à inadimplência é uma questão de interesse público e suas ações são necessárias para proteger todos os consumidores e garantir a continuidade da prestação de um serviço essencial para toda a sociedade”, concluiu, informando que segue buscando o diálogo com a administração municipal e está confiante na regularização da dívida pelo prefeito municipal.

LUZ SÓ NA GESTÃO

Por volta das 19h desta terça-feira, 30, após o devido pagamento das contas em atraso, ou por conta de contatos políticos do prefeito, foi restabelecido o fornecimento da energia elétrica no prédio da Prefeitura. Nos demais prédios públicos, onde a desculpa ao público era a de que “havia caído uma fase”, a energia elétrica cortada não foi restabelecida com a mesma presteza como ocorreu no prédio da Prefeitura, que terá luz para o funcionamento na quinta-feira, quando será reaberta ao público depois do feriado.

Sobre o ocorrido, o corte de energia elétrica nos próprios municipais, má lembrança de caos administrativo similar ocorrido cerca de dez anos atrás, a Prefeitura não respondeu aos questionamentos do DIÁRIO. Sobre a viagem do prefeito à Disney em Orlando, Estados Unidos, como pede o bom jornalismo, O DIÁRIO entrou em contato com a prefeitura pedindo informações, que também foram sonegadas à imprensa.

Edição 28/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Bancos não terão atendimento presencial ao público nesta quinta-feira

Dia do Desafio: Sesc Teresópolis promove atividades gratuitas

Moradores de Albuquerque continuam convivendo com lamaçal

Ladrão de residência tenta fugir da PM pulando em rio

Homem é preso por grave agressão à mulher na Várzea

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE