Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rodoviários participam de mais uma reunião para discutir reajuste

Categoria pede aumento salarial e melhor cesta básica para evitar paralisação do transporte público

Representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Cargas e Passageiros de Teresópolis e Guapimirim participam de reunião na sede das empresas Dedo de Deus e Primeiro de Março na segunda-feira (04), no início da tarde, para discutir as condições relacionadas às exigências feitas pela categoria para evitar a paralisação dos serviços na próxima semana. Segundo o Sindicato, não foram pagos os reajustes salariais previstos para os dois últimos meses e ao valor da cesta básica da categoria também é considerado defasado. “Veja bem, Teresópolis antigamente tinha melhor cesta que era a os rodoviários. Hoje podemos contar que é uma das piores. No Rio de Janeiro se paga R$ 550, em Niterói é R$ 500 e aqui ainda em R$ 350, o que é absurdo para gente”, relata o Presidente do Sindicato dos Rodoviários, José Maria Vieira da Motta.
Ainda de acordo com ele, há indicativo de paralisação caso não ocorra acordo na segunda-feira. “Não é uma decisão minha, mas de toda a categoria. As empresas dizem que não têm condições de pagar o motorista e como a data base é em janeiro, até agora não houve nenhuma perspectiva de sair o aumento. E precisa ter aumento, está super defasado. Essa é uma categoria que tinha piso salário de cinco salários mínimos, hoje é dois ou menos”, destaca.
Em nota encaminhada aos rodoviários, as Viações Dedo de Deus e Primeiro de Março informam que solicitaram prazo para mais uma tentativa de composição dos pleitos feitos pela categoria. “Ressaltamos que não estamos medindo esforços na tentativa de apresentar proposta que viabilize esta negociação, contudo, necessitamos de tempo para realizar cálculos, vez que qualquer alteração na atual situação impactará no orçamento anual das signatárias”, destaca o documento.

Edição 13/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Protetoras sem respostas às críticas feitas à gestão municipal

Sesc Alpina recebe mais uma edição da ChocoSerra

Licenciamento de veículos: taxa de emissão do CRLV-e volta a ser cobrada

“Agroturismo”, um convite para novas descobertas em Teresópolis

GAECO/MPRJ obtém bloqueio de R$ 6 milhões do ex-prefeito do município de Carmo e de outros envolvidos em fraude na compra de respiradores

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE