Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rota de observação de aves em Teresópolis ganha grande projeção

Projeto do Parque Montanhas foi apresentado no maior evento do segmento da América Latina

Há cerca de quatro anos em atividade, o projeto “Vem Passarinhar nas Montanhas de Teresópolis”, que tem como objetivo incentivar a prática de observação de aves no Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis, acaba de ganhar grande projeção: no último fim de semana, representantes da unidade de conservação ambiental que tem como símbolo a Pedra da Tartaruga participaram do “Avistar 2024”, realizado em São Paulo com grande programação envolvendo encontros, congresso, feira, exposições, lançamento de livros e inúmeras outras atividades celebrando as aves e respeito à natureza. “Um projeto que teve início de forma tímida lá em 2020, hoje chegou ao maior evento de observação de aves da América Latina, o Avistar! Obrigado a todos que fizeram parte dessa história. Esse foi só o início, ainda temos um longo caminho pela frente”, publicou nas redes sociais o Biólogo Ricardo Mello, Subchefe do PNMMT e um dos representantes do projeto no importante evento.
Com aproximadamente 350 espécies de aves catalogadas, Teresópolis é um lugar privilegiado para observa-las e fotografa-las. Em um município cercado de unidades de conservação ambiental e fragmentos florestais, elas podem ser vistas em todos os cantos, mas para realmente enxerga-las é preciso ficar atento. E, quando se fala dos parques, um deles alcançou o impressionante número de 334 espécies catalogadas, fazendo que interessados na prática de “Birdwatching” passassem a procurar cada vez mais o Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis, que tem investido nessa atividade como forma de estimular a conservação ambiental e valorização das localidades onde ele está inserido.
Os passeios com olhar apurado para as aves são guiados por Biólogos do PNMMT na sede Santa Rita, no Segundo Distrito, onde a riqueza da avifauna é um espetáculo à parte. “Esse evento procura estimular que pessoas, moradores ou não do município, venham ao nosso parque observar a riqueza de aves que temos aqui. É muito importante, porque além de fomentar esse tipo de turismo, temos retorno para o parque com os registros que os visitantes fazem e o retorno para as comunidades do entorno do parque, que acabam recebem essas pessoas em suas propriedades posteriormente”, explica Vitor Cunha, Chefe do PNMMT.

Investimentos
Além de catalogar, realizar pesquisas e publicações de livros relacionados ao tema, o Parque Montanhas tem investido em estrutura para atrair cada vez mais pássaros e, consequentemente, pessoas interessadas em conhecê-los e ajudar na sua conservação. Na sede Santa Rita foi criado um bonito espelho d´água para as aves com hábito aquático, uma torre para observação na altura da copa das árvores e farta sinalização com informações sobre espécies mais comuns naquele ambiente, sem esquecer que há duas trilhas com nomes de pássaros, a Jacu e a Tangará, justamente pela presença frequente das duas.

Saiba mais
Instagram: www.instagram.com/pnm.montanhasdeteresopolis
Sede Santa Rita – Estrada de Santa Rita, 9000, Fazenda Alpina
Subsede Pedra da Tartaruga – Rua Pedro Mendes Silva Filho, 88, Granja Florestal


Edição 20/06/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis começa a vacinar contra a dengue

ONG vai realizar castração de animais em Teresópolis

Bandido armado assalta motorista de aplicativo em Teresópolis

Delino Tomé corre mais de 900 quilômetros em 14 dias seguidos

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE