Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Seleção faz treinos específicos para a disputa da primeira fase das Olimpíadas

Atividades de campo da etapa inicial da preparação em Teresópolis têm sido feitas em formato reduzido

Ainda sem as atletas que atuam nos Estados Unidos, a Seleção Brasileira tem treinado na Granja Comary, em Teresópolis, com uma estratégia bem definida e específica para adversários da primeira fase dos Jogos Olímpicos de Paris. O período de preparação na região serrana do Rio está voltado para o próprio modelo de jogo da Seleção Brasileira, mas também aponta para os confrontos com seus rivais. O Brasil estreia na competição no dia 25 de julho, contra a Nigéria. Depois, pela ordem, jogará contra Japão e Espanha, a atual campeã mundial. Em Teresópolis, a Seleção treina até 17 de julho, dia do embarque para a França. Na Europa, iniciará o que a comissão técnica chama de fase olímpica de treinamentos.
A partir desta terça-feira (9), com a chegada das sete atletas que atuam pela Liga dos EUA, o grupo escolhido pelo técnico Arthur Elias estará completo e as ações vão ser redimensionadas. “Enquanto não temos o grupo todo de atletas à disposição, estamos utilizando esse período na Granja para trabalhar basicamente planos de jogo em formato reduzido”, disse o auxiliar-técnico Rodrigo Iglesias. “Obviamente que isso insere muita coisa do nosso modelo de jogo, mas envolve muita coisa estratégica para essas partidas”, acrescentou.

Gabi Nunes empolgada em Teresópolis: “Cada uma de nós vai dar a vida por essas Olimpíadas”. Foto CBF / Staff Images

Empolgação
A atacante Gabi Nunes não esconde sua empolgação por fazer parte do grupo de convocadas do técnico Arthur Elias. Espontânea e confiante, ela está com o foco nos treinos diários da equipe em Teresópolis. Sabe que cada minuto de atividade é precioso. “Temos de aproveitar ao máximo este momento aqui na Granja Comary para ajustar detalhes e ganhar conjunto. Estamos trabalhando vários aspectos. Nas Olimpíadas, cada uma vai dar a vida nos jogos, é uma mudança de sentimento”, disse. Uma das sete escolhidas para o setor ofensivo, Gabi afirma que existe uma concorrência saudável entre suas colegas e que cada uma tem suas próprias características, o que só aumenta o potencial da Seleção.

Uma das mais experientes das convocadas para os Jogos Olímpicos de Paris, Antônia é uma referência da equipe. Foto: CBF / Staff Images

Juventude e experiência
Uma das mais experientes das convocadas para os Jogos Olímpicos de Paris, Antônia é uma referência da equipe. Exerce naturalmente seu papel de liderança e incentiva suas colegas o tempo todo. Para ela, a comissão técnica foi muito feliz ao trazer para Teresópolis oito atletas que vão treinar com a Seleção durante a permanência na cidade. “Isso é um diferencial nosso. Você ter lado a lado a experiência com a juventude nos permite trabalhar várias coisas, como a velocidade, por exemplo, e traz também a possibilidade de as mais experientes acalmarem as mais novas quando necessário. É uma troca muito boa”, disse.
Na Granja Comary, as oito atletas selecionadas pelo técnico para o período de treinos até 17 de julho são a goleira Natascha, as zagueiras Mariza, Vitória Calhau e Pati Maldaner, a meio-campista Letícia Monteiro, e as atacantes Luany, Jaqueline e Emily.

Tags

Compartilhe:

Edição 25/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Mais dois flagrantes de corte irregular de árvores em Teresópolis

ATÉ DÍVIDA DE R$ 1: Prefeitura de Teresópolis notifica e divulga lista com 210 contribuintes

Transporte escolar: renovação do alvará até o dia 31

Onça-parda e Jaguatirica “gigante” flagrados em trilhas do Parque dos Três Picos

Estácio Teresópolis disponibiliza vagas para o ProUni

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE