Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Teresópolis já tem mais casos que Friburgo e Petrópolis juntas

Saúde teve confirmação de mais 60 casos em 24 horas, totalizando 766 na lista de infectados pela Covid-19 no município

A última atualização do Gabinete de Crise da Prefeitura, com dados da Secretaria Municipal de Saúde, mostra que está cada vez mais preocupante a situação de Teresópolis na pandemia do novo coronavírus. No período de 24 horas, mais 60 casos foram confirmados – totalizando 766 pessoas na lista de infectados pela Covid-19. Se por si só o número já chama atenção, quando se compara com os dois outros grandes municípios da Região Serrana a situação é ainda mais alarmante: Em Nova Friburgo são 199, enquanto Petrópolis contabiliza 553. Juntas, as duas cidades somam 752 ocorrências.
Além dos 766 confirmados, outros 200 suspeitos estão sendo investigados pela Secretaria Municipal de Saúde. Já são 26 mortes, sendo as duas últimas a de um homem de 86 anos residente em Santa Cecília e um jovem de 26, morador de Vargem Grande. Um óbito ainda está sendo investigado. A lista de pacientes considerados recuperados tem 110 pessoas. Na relação por faixa etária, a que tem maior número de confirmações é a de 30 a 39 anos, 168 casos. Em seguida a de 40 a 49 anos, com 151 ocorrências. Já são 26 crianças com idade até nove anos na lista de infectados.
O “Painel” divulga ainda a relação de bairros ou localidades onde há pacientes da Covid-19, 73 até o momento. Os cinco com maior número de casos na zona urbana são: Várzea (78), Alto (48), Barra do Imbuí (39), Agriões (38) e São Pedro (33). No interior, as três que encabeçam a relação são: Santa Rosa (30 casos), Bonsucesso (23) e Vargem Grande (16). A projeção de casos confirmados para o dia 1º de junho, quando o governo municipal vai decidir se flexibiliza ou não as medidas restritivas, é de 899 confirmações (com máximo 935 e mínimo de 863 casos). Tal estatística é feita através de modelo matemático e utilizando os números até então.
Para que aconteça a liberação gradual do funcionamento dos estabelecimentos comerciais é preciso que aconteça a redução do número de confirmações diárias, com expectativa que tenha dado certo o polêmico rodízio de CPFs. Outra métrica utilizada é a quantidade de leitos livres. O último balanço indica que não há mais nenhum para UTI (20 de 20 contratados, com 19 pacientes intubados) e apenas oito para clínica médica (35 de 43). Havia previsão de criação de mais nove leitos no Hospital das Clínicas Constantino Ottaviano (HCTCO) nesta sexta-feira. Porém, o pedido de novos aparelhos respiradores foi cancelado porque a empresa contratada pediu prazo de mais 20 dias para entrega.

Estado: 4.856 óbitos e 44.886 casos
A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registra, até esta quinta-feira, 28, 44.886 casos confirmados e 4.856 óbitos por coronavírus no estado. Há ainda 1.286 óbitos em investigação e 259 foram descartados. Até o momento, entre os casos confirmados, 31.934 pacientes se recuperaram da doença. A SES esclarece que os casos e óbitos registrados no boletim não ocorreram nas últimas 24h. Nas últimas semanas, a capacidade de testagem do Laboratório Central Noel Nutels (Lacen) e laboratórios parceiros dobrou, passando de 900 para até 1.800 amostras analisadas por dia. Casos e óbitos também podem ser confirmados por critérios clínico-laboratoriais, ou por exames em laboratórios privados habilitados.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 28/06/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Câmara aprova representação contra o prefeito de Teresópolis

Veículo abandonado em via pública é incendiado