Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Teresopolitana é destaque como autora de livros infantis

Mariana Reis começou a escrever aos nove anos de idade e, aos 23, planeja repassar seu legado para as próximas gerações

Isla Gomes

A literatura tem grande importância para o desenvolvimento do indivíduo por ser uma prática que ajuda na formação da personalidade. O hábito da leitura faz com que as pessoas desenvolvam e ampliem a imaginação, a criatividade, o vocabulário, a interpretação do mundo e a vivência de experiências, o que contribui sobremaneira para a formação. Na literatura, há uma ponte entre o indivíduo e o mundo construído pela narrativa. É possível experimentar as vivências das personagens, viver suas emoções e absorver os valores que ensinam. É a partir do hábito de leitura que as crianças e os jovens desenvolvem e praticam a sua interpretação de texto, escrita e ampliação do vocabulário. Neste âmbito do mundo dos livros, a equipe da Diário TV e do Jornal O Diário conversou com a teresopolitana Mariana Reis, que aos 23 anos, além de estudante de medicina, é autora de cinco livros infantis, tendo começado a escrever com nove anos de idade. “Eu fui criada no mundo da literatura, rodeada de livros e atividades que envolviam papel e caneta, eu sempre fui uma criança que não assistia muita televisão, nem mexia muito no celular, ou seja, eu fui criada com esse olhar voltado para a leitura e para a escrita, toda minha família fomentou isso em mim desde muito nova”, declarou a jovem escritora.

“Na ação no Lar Tia Anastácia eu fiz questão de conversar com as crianças sobre a importância da literatura, para que elas possam se inspirar na minha história”, afirma a escritora. Foto: Divulgação


Além de ser uma atividade benéfica o para o funcionamento e para a saúde da mente, a leitura participa do desenvolvimento de habilidades específicas, como uma forma de ampliar competências favorecendo a melhora da escrita, expansão do vocabulário, alimenta a criatividade e auxilia na formação do senso crítico, ou seja, a capacidade de reflexão sobre algo. “Os principais benefícios da leitura e da escrita são o aumento do vocabulário e expansão de conhecimento, através dos livros é possível aprender mais sobre o mundo, mas, além disso, a leitura traz a sensibilidade de vermos a vida pelo olhar o outro, pois cada autor coloca um pouquinho de si no que escreve”, explica Mariana.
A escritora planeja repassar para as próximas gerações seu legado da leitura e escrita, principalmente na fase da infância, além de fazer trabalhos sociais onde incentiva o público infanto-juvenil a se aventurar na literatura, ela também planeja executar essa missão em conjunto com a profissão de médica. “Recentemente eu fiz uma ação social com muito amor, no Lar Tia Anastácia, doando meus livros ‘Histórias da chapeuzinho roxo’, que inclusive, tem valor sentimental para mim, pois foi o primeiro livro que eu escrevi, aos nove anos de idade, nesta ação eu fiz questão de conversar com as crianças sobre a importância da literatura, para que elas possam se inspirar na minha história. Além disso, no momento estou escrevendo um novo livro e pretendo dar continuidade a isso mesmo depois de me formar em medicina no ano que vem, vou juntar esses dois amores”, afirma.

Acervo da jovem escritora em ordem cronológica

  • Histórias da Chapeuzinho Roxo
  • Teté, a lua brilhante
  • O sonho de Tobias
  • Histórias da Chapeuzinho Roxo: segunda edição
  • A dona rosa e o sr. regador

Como adquirir
É possível comprar os livros da talentosa escritora entrando em contato através das redes sociais da mesma (@marianareisescritora)

Edição 17/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Preso acusado de receptação de sinal de Tv a cabo em Saquarema

BR-116: 14 radares fixos começam a funcionar no dia 22

Teresópolis: Passagens de ônibus dos doentes crônicos continuam sem solução

Polícia Ambiental flagra mais um desmatamento em Albuquerque

Parque Nacional terá processo seletivo para agente ambiental

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE