Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Uma jovem agricultora no mundo do cinema

Assim como a agricultura familiar e orgânica fascinou a jovem Gabrielle Fagundes desde criança, o cinema entrou em sua vida no ano passado, após uma oficina da Embrapa, em parceria com a AAT- Associação Agroecológica de Teresópolis. Na ocasião, Gabrielle, de 18 anos, filmou a instalação de fossa séptica biodigestora no sítio onde mora, Sítio 21, em Santa Rita. A filmagem resultou no documentário ?Fossa Séptica Biodigestora?, que concorre ao festival de Cinema de Teresópolis 2017 e será mostrado nesta quinta-feira (14), às 10h, na Casa de Cultura, onde a competição se realiza. A premiação do festival está programada para sexta-feira, às 19h, com entrega de prêmios.

Assim como a agricultura familiar e orgânica fascinou a jovem Gabrielle Fagundes desde criança, o cinema entrou em sua vida no ano passado, após uma oficina da Embrapa, em parceria com a AAT- Associação Agroecológica de Teresópolis. Na ocasião, Gabrielle, de 18 anos, filmou a instalação de fossa séptica biodigestora no sítio onde mora, Sítio 21, em Santa Rita.  A filmagem resultou no documentário “Fossa Séptica Biodigestora”, que concorre ao festival de Cinema de Teresópolis 2017 e será mostrado nesta quinta-feira (14), às 10h, na Casa de Cultura, onde a competição se realiza. A premiação do festival está programada para sexta-feira, às 19h, com entrega de prêmios.
A jovem cineasta cursa o 3ª ano do ensino médio, na escola Municipal Hygino Silveira e não ficou somente na categoria de documentário. Sua paixão pelas artes, especialmente pelo cinema, inspirou uma história de ficção, cujo roteiro ela própria escreveu e fez o papel de atriz. O filme, “Gabrielle e o sumiço de tia Seli” passa nesta sexta-feira (15), às 10h, na Casa de Cultura.
Afora estudante e jovem cineasta, em seu dia a dia, Gabrielle participa do cultivo de alimentos orgânicos com sua família, associada da AAT. Ela também faz artesanato e vende alimentos e suas criações artesanais na Feira Orgânica aos sábados. Sua família tem um plantio bastante diversificado e vende processados orgânicos, tais como bolos, geleias e biscoitos.
Participantes da AAT, todos os familiares de Gabrielle são muito atuantes e sempre estão presentes nas oficinas promovidas pela Associação, bem como disponibilizam o Sítio 21 para a realização de oficinas, cursos, mutirões e se revezam em grupos de trabalho da AAT.

Fossa Séptica Biodigestora
A instalação da fossa séptica biodigestora vem sendo incentivada pela Associação Agroecológica de Teresópolis para substituir as fossas tradicionais, que são potenciais contaminadores do solo. Além de tratar o esgoto de banheiro, as fossas biodigestoras são ideias para área rural pela eficiência, produção de efluente que pode ser usado na agricultura como fertilizante de alta qualidade e também pelo baixo custo. Essa tecnologia de cunho social foi por premiada em 2003 pela Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social. Em Teresópolis, uma parceria com a Embrapa possibilitou uma oficina no Sítio 21, onde foi passada a teoria e a prática para a instalação.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis caminha para ser um dos maiores produtores de vinho do Sudeste

Há 75 anos uma teresopolitana pisava no Dedo de Deus pela primeira vez

“Cantinho das Cerejeiras” faz sucesso em Teresópolis

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Rio: Polícia prende 6 suspeitos de fraudar agências bancárias

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE