Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Vereador denuncia falta de sinalização viária em todo o município

Secretário afirma que trabalho vem sendo realizado e não falta material, porém condições climáticas não vêm ajudando

Luiz Bandeira

Na sessão da Câmara de Vereadores da última terça-feira, 21, dentre muitos temas discutido, Dr. Amorim usou da palavra para cobrar do executivo uma suposta falta de tinta para sinalização horizontal, essencial à segurança viária para condutores de veículos e pedestres. O vereador manifestou preocupação e disse ainda que a cidade toda precisa de pintura das suas vias sob o risco de acontecerem muitos acidentes. “A Guarda Municipal e a Secretaria de Segurança fazem um ótimo trabalho, só que é preciso que deem condições à secretaria pra que ela faça o seu trabalho devido. Porque a gente fala e eles dizem, ‘a gente não tem tinta’. Não é falta de pessoas pra fazer o trabalho, é simplesmente falta de tinta. E você deixar uma cidade sem sinalização por falta de tinta realmente é desgastante, é vergonhoso!”. O decano do legislativo municipal afirmou que com a arrecadação atual do município é possível comprar material para pintar a sinalização viária. “Eu acho que comprar tinta não é tão caro assim e a gente sabe, principalmente agora, no início do ano, que a arrecadação da prefeitura é muito maior do que há alguns meses. Então seria bom que o executivo desse condições à Secretaria de Segurança e a Guarda Municipal, pra que essas faixas fossem pintadas. É a cidade toda que esta precisando de pintura das suas faixas. E isso vai fazer com quê prejudique o trânsito, prejudique os pedestres e que haja muitos acidentes”, alertou o vereador.

“Não é falta de pessoas pra fazer o trabalho, é simplesmente falta de tinta”, disse Raimundo Amorim

Para esclarecer a situação, buscamos a palavra do secretário de Segurança Pública de Teresópolis, Marco Antônio Da Luz, questionando o que vem impedindo a pintura da sinalização horizontal nas vias da cidade. O secretário se justificou afirmando que o clima não tem ajudado dificultando o trabalho de pintura, mas afirmou que mesmo assim algumas vias já receberam o serviço. “Não é atípica a quantidade de chuva nessa época do ano, parou de chover um pouco de meados de março pra cá. Eu realmente estou com a minha pintura atrasada por conta, não de material, material nós temos, então nós já estamos fazendo as sinalizações. Fizemos em Bonsucesso, fizemos em Vargem Grande, o Bairro de São Pedro está sendo feito agora. O Centro da cidade, aquelas que estão apagadas é que a gente vai sinalizar. O cruzamento da Rua Tenente Luiz Meireles com Avenida Lúcio Meira, no posto do Claudinho, por exemplo, está todo sinalizado, pintado direitinho”, defendeu.

“Eu realmente estou com a minha pintura atrasada, mas não é por falta de material, material nós temos”, disse Marco Antônio Da Luz, Secretário de Segurança Pública

Questão estadual
Da Luz acredita que a informação obtida pelo vereador sobre falta de material se refere aos serviços realizados pelo governo do Estado do Rio de Janeiro através do programa “Asfalto Novo”, uma parceria do governo estadual com o município. “Eu acho que a fala do Dr. Amorim tratava-se da Rua Prefeito Sebastião Teixeira e da Rua Tietê. E por quê? Lá foi recapeado pelo Estado e quem vai fazer essa pintura vai ser o Estado, porque eles vão usar um material melhor do que o nosso, que vai ser aquela termoplástica. A durabilidade é maior, a segurança é melhor, então a gente está aguardando essa situação do estado fazer essa pintura nessas duas ruas que foram recapeadas”, esclareceu Da Luz.

Faixa de pedestres na Francisco Sá com Lúcio Meira faz falta para a segurança dos muitos pedestres que fazem essa travessia constantemente

Várzea
Quanto à faixa de pedestre apagada pela nova cobertura asfáltica da Rua Heitor de Moura Estevão, no trecho do cruzamento da Rua Francisco Sá com a Avenida Lúcio Meira, o secretário afirmou que o serviço será feito em breve. “Ali existe esse problema de falta da faixa, o pessoal está reclamando e faz falta realmente aquela faixa de pedestre ali. Só que ali a gente está na mesma situação do Estado, a ideia era de fazer com a termoplástica, porque a durabilidade é maior, a segurança é melhor, mas se tiver que fazer, nós vamos fazer”, garantiu o secretário Da Luz.


Compartilhe:

Edição 20/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Trilha mais antiga da Serra dos Órgãos completa 183 anos

“PREFEITO, CADÊ O DINHEIRO DA CAUSA ANIMAL?” Protetoras visitam canil e denunciam insalubridade

Feriado de São Jorge com promoção no Parc Magique do Le Canton

A festa pelo livro de Edinar Corradini

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE