Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Vereadores defendem reajuste de 7% para os servidores de Teresópolis

Emenda ao PL tira o prefeito, e os secretários e comissionados do aumento

Wanderley Peres

Programada para esta quinta-feira, 15, não foi votada pela Câmara Municipal na sessão de ontem o reajuste dos servidores públicos municipais, aumento de 4,62% que contemplava, também, os secretários municipais, sub-secretários e cargos comissionados. A votação acabou remarcada para a próxima terça-feira, 20, às 8h da manhã, depois que uma comissão composta pelos vereadores Marcos Rangel, Teco Despachante, Erika Marra e Diego Barbosa, se reunir com o prefeito Vinícius Claussen para ajustar o Projeto de Lei. Os vereadores querem aumento maior, 7% e não 4,62%, e que os agentes políticos não percebam o reajuste. Proposta pelo vereador de situação Teco Despachante, participariam dessa reunião, também, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e o Sindicato dos Profissionais da Educação, SindPMT e SEPE.

O adiamento da votação foi proposto pelo vereador Marcos Rangel, que emendou o Projeto de Lei do prefeito, retirando dele o reajuste aos “apaniguados políticos” do governo, e mesmo os cargos comissionados, para que o reajuste contemple melhor os servidores efetivos, que contribuiriam em maior volume para o fundo de pensão Tereprev.

“Deviam abrir mão do reajuste, permitindo um ganho real para o servidor público, que contribui com a Tereprev. Dar aumento de salário para agente político, para quem já ganha R$ 15 mil por mês, e não contribuindo com o fundo dos aposentados e pensionistas”, justificou Rangel.

Vereadores que votaram contra o adiamento da sessão, Paulinho Nogueira e Amós Laurindo justificaram seus votos. Um disse que o SindPMT havia concordado com o índice proposto pelo governo e o outro, refletiu sobre o risco do atraso da votação, que implicaria no atraso da folha, que fecharia no próximo dia 20.

“A folha começa a ser fechada no dia 20, mas não fecha nesse dia, isso é desculpa esfarrapada, porque se o prefeito quiser mesmo dar o aumento, se quiser atender a comissão, ele pede uma sessão extraordinária para a segunda-feira, dia 19, e atenderíamos, para votar o aumento de forma mais justa”, retrucou Rangel, interferindo o vereador presidente Leonardo, que definiu o horário para a deliberação sobre o reajuste, 8h da manhã da terça-feira, 20, e não às 19h, seguinte à sessão ordinária que vem.

“Aprovado o projeto de lei, o funcionalismo receberá a diferença dos valores de janeiro atualizados, junto com os vencimentos de fevereiro já corrigidos, e que serão liberados em março. Já o reajuste de 10,41% para o vale alimentação, que passará dos atuais R$ 100 para R$ 110,41, e a correção de 4,62% sobre os valores das diárias serão concedidos por meio de decreto municipal”, informou o governo municipal, que comemorou o volume de 37% de recomposição salarial aos servidores municipais e 43% aos profissionais do Magistério ao longo dos últimos cinco anos. “Os percentuais incluem, além das revisões anuais, a conclusão da reestruturação salarial referente aos gatilhos do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS), que era devida desde julho de 2016 e que foi concluída em maio de 2022”, escreveu Vinícius.

ENFRENTAMENTOS

Com a audiência cheia, e os vereadores empolgados na defesa do servidor representado na sessão, farpas foram trocadas, tendo como alvo os vereadores Amós e Paulinho, os únicos claramente fiéis ao prefeito, e que fizeram comparações com outros municípios, que não deram aumento aos seus servidores.

“Vi o prefeito numa luta incessante, igual um leão, para vender a água e nos trazer um monte de aborrecimento. Foi na Justiça, contratou advogados em São Paulo, foram meses e meses guerreando contra essa casa. E ninguém aqui [nenhum par] se preocupou em comparar as desgraças das outras cidades com a que teríamos com a venda da água. O prefeito só pensa nele, o aumento da água é de 100%, mas para o servidor, é ninharia, de menos de 5%”, disse Amorim.

Edição 20/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Trilha mais antiga da Serra dos Órgãos completa 183 anos

“PREFEITO, CADÊ O DINHEIRO DA CAUSA ANIMAL?” Protetoras visitam canil e denunciam insalubridade

Feriado de São Jorge com promoção no Parc Magique do Le Canton

A festa pelo livro de Edinar Corradini

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE