Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Vereadores querem saber quanto a Prefeitura já pagou de conta d’água à Imperatriz

Abastecimento dos prédios públicos e praças, com a concessionária Cedae não era cobrado

Wanderley Peres

Os vereadores aprovaram na sessão desta quinta-feira, 15, requerimento ao prefeito para que informe à Câmara Municipal sobre as contas de água que a Prefeitura recebeu da concessionária Águas da Imperatriz. De autoria do vereador André do Gás, e aprovado por unanimidade, o pedido quer informações sobre quantos imóveis da municipalidade passaram a pagar conta de água, inclusive os cedidos e alugados; qual o consumo e valor de cada conta de água; qual a categoria de consumo, se residencial, comercial, industrial, rural ou outro tipo, em cada endereço; se existe uma cobrança diferenciada e qual é a taxa por metro cúbico para os prédios públicos da municipalidade; se existe algum desconto aplicado às contas da Prefeitura; e qual a diferença do volume das contas apresentadas pelas concessionárias Cedae e Águas da Imperatriz.

Contas de água da Prefeitura não se enquadram na tarifa residencial, e sim comercial

O que os vereadores querem saber é quanto de conta de água o teresopolitano passou a pagar, pelo consumo nos prédios públicos municipais, a partir da outorga, e se havia alguma cobrança de conta de água pela concessionária anterior. A informação é inédita, porque a quantidade de prédios públicos não estaria informada no edital de licitação da água, nem no contrato, embora se saiba, desde antes da assinatura do contrato com a Imperatriz, que a Prefeitura passaria a pagar pela água que utiliza.

Com 66% da população atendida pela Cedae, Teresópolis teria 75.506 usuários e, segundo o edital da licitação da água, a nova concessionária tem que chegar esse atendimento a 99% da população, aumentando, então, cerca de 33%, no número de usuários, ampliando os consumidores em cerca de 37 mil, indo o número de hidrantes no município a mais de 110 mil.

Vereador André do Gás é autor do pedido de informações para saber se a Prefeitura agora está pagando conta de água

Segundo informações do edital de licitação da água, o município tem 52.086 ligações residenciais, estes, pagando a partir da taxa mínima de R$ 57,85. Os demais, 23.400 são clientes não residenciais, lojas e salas, indústrias, igrejas, e ligações em imóveis territoriais, sem construção legalizada, que estariam pagando a conta na categoria comercial, no valor mínimo de R$ 300,42, ou “industrial”, 113 consumidores nessa categoria, que tem a taxa mínima estipulada em R$ 415,29. Os números, que a Cedae deixou são: 6.912 comércios, 580 serviços, 169 templos, 36 empresas de transporte, comercial, de serviço e utilidade pública; 69 de atividades culturais e diversões, 2 de agricultura e extração e 15.539 territorial, totalizando uma clientela da nova concessionária em 75.506 usuários.

ASSUNTO PROIBIDO

A pergunta que a Câmara fez ao prefeito, O DIÁRIO quis saber a resposta da concessionária, informando a Águas da Imperatriz que “os órgãos públicos são cobrados de acordo a estrutura tarifária vigente” e que “os valores podem ser consultados no site www.aguasdaimperatriz.com.br”

Edição 17/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Veja como ficam as repartições e atrativos turísticos de Teresópolis no feriado

Barra: 60 dias de trânsito lento na Rua Dr. Oliveira

Teresópolis recebeu etapa do Circuito Carioca Master de Vôlei de Praia

Quatro fontes com água imprópria para consumo em Teresópolis

Moradores da Rui Barbosa denunciam calçada em situação irregular

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE