Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Violência obstétrica em debate no Unifeso

O tema do Ciclo de Debates Interdisciplinar, promovido pelo curso de Direito do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Teresópolis, foi ?Violência Obstétrica?, desde o conceito até maneiras de prevenir e agir. O evento aconteceu no dia 24 de agosto, no Campus Antonio Paulo Capanema de Souza, no Alto, contando com a assistente social Anabella Susana Cazón; a fisioterapeuta uroginecológica e obstétrica Rafaela Araújo; o médico ginecologista e obstetra Dr. Gustavo Gama; a médica pediatra Dra. Conceição Salomão; e os advogados Dr. Rodrigo Mendes Mattos e Dra. Helena Nader Sanches na discussão.

O tema do Ciclo de Debates Interdisciplinar, promovido pelo curso de Direito do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Teresópolis, foi ‘Violência Obstétrica’, desde o conceito até maneiras de prevenir e agir. O evento aconteceu no dia 24 de agosto, no Campus Antonio Paulo Capanema de Souza, no Alto, contando com a assistente social Anabella Susana Cazón; a fisioterapeuta uroginecológica e obstétrica Rafaela Araújo; o médico ginecologista e obstetra Dr. Gustavo Gama; a médica pediatra Dra. Conceição Salomão; e os advogados Dr. Rodrigo Mendes Mattos e Dra. Helena Nader Sanches na discussão. 
De acordo com Rodrigo Ferreira, presidente da OAB Teresópolis, a ideia do debate surgiu em uma reunião com a Comissão OAB Mulher considerando que se trata de um tema ainda relativamente novo e pouco discutido no meio jurídico. “Entendemos que a ampliação destes debates é de suma importância para a sociedade em geral, assim como para o meio jurídico e das ciências médicas como um todo, não só para combater eventuais irregularidades, mas em especial para gerar conhecimento sobre as boas práticas do tratamento mais atencioso e humanizado às parturientes e aos recém-nascidos”, disse.
Segundo ele, a noite foi “memorável, com debates entre todas as ciências envolvidas e inúmeras questões relevantes a respeito da violência obstétrica, com as visões variadas, problemas psicológicos, sociais e econômicos envolvidos. Não era nossa intenção esgotar o tema, haja vista sua abrangência, mas se mostra apenas o embrião desta discussão que deverá ser mais ampliada”.
 
 

 
 

Tags

Compartilhe:

Edição 19/06/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Prefeitura não paga e viação ameaça suspender transporte de idosos

Prefeitura encerra o “lixão da UPA”, denunciado pelo Diário

Lei Seca: 22 motoristas autuados em Teresópolis

Carro invade a calçada e bate na porta de loja, na Várzea

Teresópolis: Acordo da água ainda não foi homologado pela Agernesa

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE