Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Mais um motociclista morre em Teresópolis

número de mortes no trânsito não para de crescer em Teresópolis. No fim de semana, um homem perdeu a vida após colisão entre caminhão e carro de passeio. Na segunda-feira à noite, na mesma rodovia e com poucos quilômetros de diferença, mais uma pessoa morreu: Geovane Santana da Silva, 37, residente na Quinta-Lebrão. Ele conduzia uma Honda CG 150 de cor preta e não houve tempo para o atendimento médico após forte colisão com um Ford Fiesta de cor prata.

O número de mortes no trânsito não para de crescer em Teresópolis. No fim de semana, um homem perdeu a vida após colisão entre caminhão e carro de passeio. Na segunda-feira à noite, na mesma rodovia e com poucos quilômetros de diferença, mais uma pessoa morreu: Geovane Santana da Silva, 37, residente na Quinta-Lebrão. Ele conduzia uma Honda CG 150 de cor preta e não houve tempo para o atendimento médico após forte colisão com um Ford Fiesta de cor prata. O acidente aconteceu no quilômetro 73 da Estrada Rio-Bahia, em Três Córregos, nas proximidades do antigo pedágio. O corpo de Geovane, que deixa um filho pequeno, foi velado na Igreja de Deus, na Rua Seis de Julho, Quinta-Lebrão, e o sepultamento aconteceu no Cemitério Municipal Carlinda Berlim, o Caingá. O caso foi registrado pelas polícias Rodoviária Federal e Civil, ficando à cargo da segunda a investigação em relação às circunstâncias do grave acidente.
NÚMEROS NO PAÍS – Dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde mostram que 38.651 pessoas morreram no trânsito em 2015, contra 43.780 óbitos registrados no ano anterior. Entre as causas de mortes com redução significativa, estão os acidentes com automóvel e os atropelamentos, com um decréscimo de 23,9% e 21,5%, respectivamente. Entre os motociclistas também houve redução da mortalidade em 4,8%.
Em números absolutos, as internações em decorrência de acidentes também apresentaram queda em todo o país. Em 2015, foram 1.018 internações a menos em comparação com o ano de 2014. A maior redução foi entre os pedestres; os ocupantes de automóveis também apresentaram redução nas internações. Para o Ministério da Saúde, apesar disso, ainda é importante ter atenção com motociclistas e ciclistas no trânsito. Isso porque, entre as vítimas houve aumento nas internações, de 4.061 e 1.669, respectivamente.

 

 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 22/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Belo em Teresópolis no dia 8 de junho

Estado é atingido por temporais e enchentes desde final de abril

Promoção no Parc Magique e fazendinha do Le Canton neste domingo (26)

Amós pode ter o mandato cassado por falta de decoro

Rota de observação de aves em Teresópolis ganha grande projeção

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE