Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Beira Linha e Meudon deveriam receber suas pracinhas de volta nesta terça-feira

Obras ganharam aditivo de prazo, mas continuam paradas e sem previsão de entrega

Wanderley Peres

Aditivado em trinta dias o prazo para a entrega da reforma da quadra da praça Francisco Graciano da Silva, na Beira Linha e a da praça do Meudon, que deveriam ter ficado prontas as obras em 20 de novembro, passou mais um mês, acaba o prazo nesta terça-feira, 20 de dezembro, e nem previsão de recebimento do serviço feito a prefeitura tem. Diz que as obras nas sete quadras, que custou R$ 1.791 mil a reforma, “se encontram em fase final de acabamentos, como pinturas de muretas e de pisos, alambrados pintados com telas e estruturas metálicas para suporte das tabelas de basquete já instalados”, desculpa que serve, também para as praças NS Aparecida, no bairro São Pedro, que está custando R$ 245.265,92, e deveria ter sido entregue no dia 16 de dezembro; e as quadras das praças, de Vieira, que custou R$ 215.955,89 e terá de ficar pronta antes do Natal, 24 de dezembro, e a minúscula quadra da praça Governador Francisco Portela, que custou R$ 148.087,87 a reforma, e terá de ser entregue no dia seguinte ao Natal, 26 de dezembro. Contratadas ao mesmo tempo, e desde o mês de setembro indisponíveis ao público também, outras duas quadras, da praça Jorge Roberto Lack, em Pimenteiras, que custou R$ 307.348.87 e a quadras poliesportiva e de vôlei da praça Olímpica, ao custo de R$ 397.699,35, também não ficaram prontas, mesmo com o prazo aditivo concedido.

Dia chuvoso esta segunda-feira, 19, O DIÁRIO correu a cidade para ver o andamento das obras, conferindo quatro delas, onde só encontrou trabalhadores em dois lugares. Em São Pedro havia uns 10 homens e em Pimenteiras a metade disso. Nos outros dois canteiros de obras, praça Olímpica e Prefeitura, não havia ninguém trabalhando à tarde. Ainda assim, a prefeitura garante que a empreiteira não abandonou as obras das quadras, e informa que algumas estão “em fase de soldagem dos alambrados e colocações de telas, fase final de revestimentos de emboço de muretas e aguardando a melhora do tempo para execução dos novos pisos em concreto polido”, apontando como causa do atraso o mau tempo, mesma resposta de um mês atrás.

“A empresa que executa as reformas das quadras esportivas não abandonou as obras, inclusive tem trabalhado em alguns finais de semanas para terminá-las em função de alguns atrasos e das chuvas, pois serviços essenciais como soldas, emboços, pinturas e execução de pisos só podem ser realizados com o tempo bom”.

Presidente da Comissão de Obras, que tem os vereadores Dudu do Resgate e Paulinho Nogueira como membros, o vereador Elias Maia aprovou na sessão da Câmara do último dia 6, pedido de informações ao prefeito, sobre os motivos que levaram à prorrogação da entrega das obras de reforma das quadras nas praças públicas de Teresópolis, pedindo ainda as cópias dos contratos para a realização do serviço que está paralisado ou com poucos funcionários trabalhando nos canteiros ao longo da cidade. O prazo que o prefeito tem para responder as perguntas dos vereadores, de 15 dias, termina nesta quarta-feira, 21 e, com o poder Legislativo em recesso, só vai se saber de providência da Câmara no ano que vem.

Anunciadas como uma conquista para a cidade, que teria as praças disponíveis antes da chegada do verão, as reformas das quadras das praças públicas vem não sendo feitas pela empresa Econstrur, que é alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, CPI, na Câmara Municipal. Em entrevista a O DIÁRIO, a reforma foi tida, pelo prefeito, como uma conquista para a cidade.

“A revitalização permitirá que as quadras voltem a ter condições seguras de uso e resgatará sua função social, convidando os moradores a praticarem esportes e a se reunirem nesses locais. Este pacote de obras se soma ao ‘Adote Terê’, mais uma ação do ‘Terê tão Bela’ que, gradativamente, vem tornando nossos espaços públicos mais bonitos e floridos, como todos podem ver com a repaginação do canteiro central da Reta e do pórtico de entrada da cidade, no Soberbo, entre outros”, comemorou a promessa, três meses atrás, no DIÁRIO, o prefeito Vinicius Claussen, informando que a obra consistiria da recomposição de pisos, pintura, cercamento, iluminação e sinalização, com instalação de equipamentos esportivos a serem feitos nas quadras esportivas das praças Olímpica Luís de Camões e Governador Francisco Portella, na Várzea; Nossa Senhora Aparecida, em São Pedro; Francisco Graciano da Silva, na Beira Linha; Jorge Roberto Lack, Pimenteiras e na praça do Meudon, na cidade, e da praça de Vieira, no Terceiro Distrito.

Compartilhe:

Edição 20/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

OAB esclarece sobre o abuso do aumento da conta mínima comercial de água

Feriado de São Jorge com promoção no Parc Magique do Le Canton

Rodovias federais terão pontos de descanso para motoristas

Três flagrados com cocaína e maconha no Meudon

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE