Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Projeto de lei para regulamentar a clonagem de animais causa polêmica

Deputado carioca é um dos que votou contra a proposta e sua urgência

Um projeto de lei para regulamentar a pesquisa, produção e comercialização de animais domésticos clonados e de material genético está causando polêmica na Câmara dos Deputados. Segundo o PL 5010/2013, poderiam ser clonados os “animais domésticos de interesse zootécnico”, ou seja, os gados de produção pecuária: bovinos, búfalos, cabras, bodes, ovelhas, cavalos, asnos, mulas, porcos, coelhos e aves.
O deputado federal Marcelo Queiroz é um dos parlamentares que votou contra a proposta e sua urgência. Segundo Queiroz, a clonagem é uma técnica de baixa eficiência, que representa diversas violações dos direitos dos animais e coloca em risco toda a biodiversidade.  “A intenção seria melhorar a produtividade dos gados, ou seja, o lucro de seus proprietários. Entretanto, a prática representa grande risco a todos os indivíduos envolvidos no processo. Para os animais, problemas de saúde e malformação congênita, por exemplo. Há ainda um risco imenso para a própria atividade pecuária, já que seres idênticos são mais suscetíveis aos mesmos patógenos, favorecendo que ocorram pandemias e mortes em massa”, explicou o deputado.
O projeto – que deve ser votado ainda esta semana – ainda prevê a possibilidade do Ibama permitir a clonagem de animais silvestres, o que Queiroz resume como uma ideia equivocada, já que não promove a preservação das espécies, contribuindo para a perpetuação da devastação de biomas e colocando como uma missão ainda mais difícil a conscientização ambiental da sociedade.

Tags

Compartilhe:

Edição 21/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Seleção Sub-20 em Teresópolis no próximo dia 03

Selo “Amigo Pet” para bares e restaurantes é criado

Zerada a tarifa de importação para garantir abastecimento de arroz

PM apreende 11 motos em situação irregular no trânsito

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE