Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

O que fazer com a água de Teresópolis

Prefeito quer fazer a outorga e Cedae quer continuar

Wanderley Peres

Em entrevista a O DIÁRIO essa semana, o prefeito Vinícius Claussen falou das realizações da administração municipal. Entre as realizações, citou as obras do Corte da Barra, feita pelo Denit, e o asfaltamento da RJ-130 e da estrada Santa Rita Três Córregos, citando ainda as outras obras do estado no município: revitalização da Feirinha do Alto e da Rodoviária e a limpeza dos rios. Das promessas, além das que fez ao vivo, de mobilidade urbana e de revitalização do Parque Regadas, citou as promessas do governo do estado, de construção de um hospital Regional no município e de mais 500 apartamentos no condomínio Ermitage, além das obras de reforma que vem fazendo nas escolas Lino Oroña e Hermínia Josetti. Vinícius anunciou o Refis, para facilitar a vida dos contribuintes em débito com a Prefeitura e, comentando a sua escolha para a vice-presidência dos Precatórios na Associação Nacional dos Prefeitos, atribuiu às dívidas dos governos passados às dificuldades que o município vem enfrentando com a saúde.

Vinícius durante entrevista para o programa Hélio Carracena na Diário TV

Naturalmente, o prefeito falou também do assunto que mais se fala no momento na cidade, a concessão do serviço de abastecimento de água, em processo de outorga onde será concedido, ainda, a exploração do serviço de esgoto. “Serão dois serviços, de distribuição de água, onde o contribuinte vai pagar menos do que paga hoje à Cedae e da coleta do esgoto, que só será cobrado o serviço quando ela estiver apta a coletar, transportar até a estação e tratar o esgoto. Essa conta será na ordem de 90% do valor da conta da água”, afirmou, justificando a venda da água que é “um absurdo o município não ter um metro quadrado sequer de esgoto tratado, e um crime ambiental. Precisamos de um rio Paquequer vivo, porque ele morre ao passar pela cidade. Todos os nossos rios nascem em nosso município e esses cursos d’água vão passar por outros municípios. Os valões abertos, os esgotos a céu aberto. Isso tem que acabar”.

O projeto de outorga da água, que foi iniciado pelo então prefeito Mario Tricano em 2017, deu bom andamento a partir de 2021, com a realização de audiências públicas e consultas públicas. “Estamos aguardando a autorização pela Câmara da Lei autorizativa, e queria trazer tranquilidade aos contribuintes. Assinando o contrato, o custo da água vai cair 10%. Se você paga R$ 200 vai pagar R$ 180, no ato inicial. É mentira que o custo vai subir, não tem essa história de aumentos absurdos. E teremos ainda a tarifa social, cerca de 20 mil famílias, que terão de 60 a 80% de desconto. As cerca de 7 mil famílias inscritas no Bolsa Família, com renda de 1/4 de salário mínimo per capta, essas terão água tratada, 15m3, por apenas R$ 23,15”, disse, lembrando que a outorga dos serviços de fornecimento de água e de tratamento do esgoto em Teresópolis trata de dois serviços diferentes. “Na água a tarifa vai cair 10% com relação ao que é cobrado atualmente e temos oito empresas interessadas. O esgoto só poderá ser cobrado a partir da construção do separador absoluto, evitando o mau cheio na estação seca e o transbordamento do esgoto na estação de chuvas. O separador vai alcançar praticamente 90%, representando 367 quilômetros de canalização. A empresa só poderá iniciar a cobrança pelo serviço, quando ela estiver apta a coletar, transportar até a estação e tratar o esgoto, e isso não é para agora. Esse segundo serviço, se você paga R$ 100 de água vai pagar R$ 90 por ele. Mas só será cobrado quando o serviço estiver devidamente instalado”.

No dia da água, 22 de março, quando a capa do jornal dava as explicações do prefeito para as outorgas, o DIÁRIO entrevistou o gerente serrano da Cedae no município, Manoel Antônio Ladeira Filho, para conhecer um pouco sobre importante serviço que aliás vem sendo alvo da cobiça de grandes grupos empresariais interessados na anunciada privatização.

Diretor da Cedae, Manoel Ladeira, durante entrevista para a Diário TV

De pronto, Ladeira informou sobre os investimentos nos serviços realizados na Estação de Tratamento de Água do Rio Preto, em Três Córregos, e reforma de elevatórias. “Nós recuperamos toda a nossa elevatória, a nossa estrutura, nós instalamos mais equipamentos reserva, hoje temos uma segurança muito maior. Reformamos toda a ETA Rio Preto, floculador, decantador, comporta de filtro, laboratório, elevatória, enfim, a gente tem feito um investimento muito considerável em Teresópolis. Estamos agora reformando todas as elevatórias, passando por modernização das elevatórias, que são 53 dentro de Teresópolis, atendendo essa população” pontuou Manoel Ladeira, que lembrou o fornecimento de água que a Cedae faz para a municipalidade sem custos. “Isso torna o faturamento um pouco mascarado pelo seguinte: A CEDAE fornece muita água ao poder público, a prédios públicos que não entram na fatura final, mas está em torno de sete milhões faturados com arrecadação de quatro milhões mensais”, apontou.

Uma queixa recorrente ao serviço prestado pela CEDAE é quanto a costumeira interrupção do fornecimento de água, justificado pela empresa por problemas na rede elétrica, com cortes de energia e instabilidade na rede. Questionamos ao gerente da CEDAE por que não há um gerador na ETA Rio Preto. “As pessoas perguntam no dia-a-dia por que não há geradores. Como eu disse, são 53 elevatórias de pequeno porte e atualmente só estamos enfrentando problema na ETA Rio Preto, no fornecimento e na qualidade ofertada, mas a CEDAE já tomou providências e está adquirindo equipamentos, grupos geradores que a gente vai ter e vão ficar ali de stand by, para serem acionados quando faltar essa energia. A CEDAE está preocupada com isso é um problema pontual, é na estação de tratamento do Rio Preto e não acontece com as outras, acontecem sim problemas de uma queda de uma árvore em cima de uma rede do fornecedor, que nos atrapalha no processo de produção, mas a CEDAE em relação a extração, já está tomando providências”, garante o gerente da CEDAE.

Apesar de em seu nome a empresa indicar que trabalha na coleta de esgoto, a companhia não capta e por tanto não trata nem um metro cúbico de esgoto em Teresópolis, motivo explicado por Ladeira. “Isso foi lá no passado, foi um acordo entre o município e a CEDAE. Então a empresa em Teresópolis só opera o abastecimento de água não o esgoto”, enfatizou o gerente, nos apresentando o sistema de trabalho na unidade da Feliciano Sodré. “Esse é o nosso Centro de Controle Operacional e aqui a gente colhe todas as informações, tem elevatórias que ainda não foram interligadas ao sistema, mas a grande maioria já está funcionando. Reservatórios a gente acompanha o nível em tempo real, elevatória que está funcionando, elevatória que apresentou problemas, por falta de energia ou com problema mecânico. Então com essas informações a gente consegue tomar todas as decisões em tempo real pra poder atender cada dia melhor a população de Teresópolis”, destacou.

Qualquer eventual problema no fornecimento de água ou na rede fornecedora pode ser comunicado através dos telefones do Centro de Controle Operacional. São eles 3641-5652 e 3641-1870. “A CEDAE de Teresópolis está à disposição da população, o nosso compromisso é cada dia prestar um serviço melhor a essa população. Esse telefone é um contato de Teresópolis, um telefone local, onde ficam profissionais aqui 24 horas por dia, sete dias na semana, 365 dias por ano para atender a população de Teresópolis, é total compromisso e comprometimento com todos vocês”, pontuou Manoel Ladeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Edição 12/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Veja como pedir a renovação ou a segunda via da CNH pelo Posto Digital

Rua Dr. Aleixo permanece interditada e buraco gera transtornos para a população

prefeitura

Em apenas dois meses, prefeitura recebeu mais de R$ 30 milhões do governo estadual

Dia Mundial do Lazer: Sesc oferece atividades que unem tecnologia e diversão

Mulher presa após furtar 19 peças de roupa e calçados em loja na Várzea

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE