Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Teresópolis tem quatro casos suspeitos de febre amarela

A Secretaria de Saúde informa que são quatro os casos de febre amarela em Teresópolis: um morador de Prata dos Aredes (48 anos) e que veio a óbito no dia 07/01; um morador de Água Quente (64 anos) e que veio a óbito no dia 21/01; um morador da Fazenda Ermitage (54 anos), um morador do bairro Fonte Santa (18 anos).

Prefeitura divulga nota oficial atualizando número da febre amarela no município

 

Nota Oficial Atualizada

A Secretaria de Saúde informa que são quatro os casos de febre amarela em Teresópolis: um morador de Prata dos Aredes (48 anos) e que veio a óbito no dia 07/01; um morador de Água Quente (64 anos) e que veio a óbito no dia 21/01; um morador da Fazenda Ermitage (54 anos), um morador do bairro Fonte Santa (18 anos). 
Quanto aos casos suspeitos, existem seis sob investigação pela Fiocruz: o de uma moradora do bairro Tijuca (63 anos); o de um morador do bairro São Pedro (53 anos); o de uma moradora do Recanto dos Artistas (24); o de um morador de Vieira (52 anos); o de um morador de Água Quente (50 anos) e o de uma moradora da Ermitage (64 anos).
 A Secretaria Municipal de Saúde não tem autorização para informar os nomes dos pacientes.
 Informamos ainda que a localidade de Soledade não pertence ao município de Teresópolis.

 

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do RJ informa que em 2018 foram registrados 32 casos de febre amarela silvestre em humanos:

– 4 casos – Teresópolis, sendo dois óbitos
– 14 casos – Valença, sendo quatro óbitos
– 1 caso – Nova Friburgo, sendo um óbito 
– 1 caso – Petrópolis
– 1 caso – Miguel Pereira, sendo um óbito 
– 2 casos – Duas Barras
– 1 caso – Rio das Flores, sendo um óbito
– 1 caso – Vassouras
– 3 casos – Sumidouro
– 2 casos – Cantagalo, sendo um óbito
– 1 caso – Paraíba do Sul, sendo um óbito
– 1 caso – Carmo

Número de localidades com casos confirmados de febre amarela em macacos:

– 1 epizootia – Niterói

*A SES ressalta que os macacos não são responsáveis pela transmissão da febre amarela. A doença é transmitida através da picada de mosquitos.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 18/08/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Policial civil denunciado por lavagem de dinheiro é preso no Rio

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Petrópolis x Teresópolis, a travessia mais bonita do Brasil